Com mais de 21 milhões de turistas, Portugal voltou a somar pontos no panorama internacional. A somar pontos e a bater recordes. Segundo a Worx, o país encerrou o ano passado com mais de 15.000 milhões de euros de receitas turísticas, o que representa um aumento de 23,6% face ao ano 2016 e um gasto diário de 41 milhões de euros.

Os dados disponibilizados até à data (valores acumulados entre janeiro e novembro de 2017) demonstram que foi verificado um aumento de 7,2% nas dormidas e um aumento de 16,5% dos proveitos totais. Quer dizer que o turismo se tornou num dos principais impulsionadores da economia portuguesa, cujo peso é fundamental para a estratégia de desenvolvimento económico do país e para a criação de riqueza e emprego. Segundo a Worx, “o ano 2017 ficará gravado como um dos melhores anos de sempre da hoteleira nacional”.

“Lisboa é a região que mais tem contribuído para o sucesso do turismo nacional. Os dados do Turismo de Lisboa indicam um crescimento na ordem dos 10% em número de hóspedes, com os mercados emissores de Espanha, França e Brasil a representarem 23% do total de dormidas registadas”, escreve a consultora, em comunicado.

De acordo com a Worx, os hotéis da região de Lisboa arrecadaram, em 2017, mais de 700 milhões de euros em proveitos de aposento, seguidos da região do Algarve, com mais de 400 milhões, e da região Norte, com perto de 300 milhões de euros.

Comparativamente ao ano 2016, os resultados demonstram um crescimento transversal a todas as regiões, mais evidenciado nos hotéis integrados nas regiões de Lisboa (+24%), Centro (+22,1) e Açores (+ 21,9%).

Leave a comment